Controlo das finanças pessoais: a chave para enfrentar o inesperado

2020 revelou-se um ano sem precedentes, com contornos inesperados, abalando as nossas vidas e os nossos planos. Além do impacto óbvio na saúde, a pandemia da Covid-19 afeta o país e o mundo a vários níveis. E é certo que seguir-se-á uma grave crise económica, que, em alguns casos, já se começa mesmo a fazer sentir.

Perante este cenário, temos de ter em atenção, cada vez mais, o controlo das nossas finanças pessoais, algo que poderá revelar-se basilar para enfrentar de melhor forma a crise que se avizinha. Contudo, este pensamento não deverá ser tido em conta apenas em momentos mais difíceis, mas ser assumido de uma forma contínua e sustentada.

Por isso, devemos sempre em atenção questões como:

  • Manter um registo atualizado de todas as despesas e receitas fixas e variáveis. Através deste processo, conseguimos perceber onde é que podemos estar a ter gastos desnecessários e que fazem desequilibrar o balanço final das nossas contas. Além disso, é importante guardar sempre um valor destinado à poupança, de forma a deixar um valor de lado, que se pode destinar tanto para enfrentar períodos mais difíceis ou, simplesmente, para comprar algo que lhe trará felicidade pessoal a si ou aos seus. Procure também, sempre que possível e apropriado, transformar despesas fixas em variáveis. Assim poderá gerir melhor os altos e baixos das suas finanças.
  • Não ceder facilmente a promoções. Antes de fazer uma compra, seja ela qual for, devemos pensar se se trata de algo, efetivamente, necessário e que se encaixa no nosso orçamento. É claro que há promoções vantajosas, mas a verdade é que estas só o são verdadeiramente quando se trata de algo que já queríamos adquirir. Devemos ter cuidado a comprar algo por impulso, já que, por menor que seja o seu valor, pode afetar as nossas contas. Tente fazer uma lista do que é necessário comprar e verifique sempre se o orçamento disponível comporta essas despesas.
  • Compare preços nas diversas lojas e veja se se há algumas oportunidades nas lojas online. Para isto é preciso preparar as coisas atempadamente pois, caso contrário, a falta de tempo vai impedi-lo de procurar as melhores opções. Não sou de opinião que deva passar demasiado tempo em pesquisas muito profundas, mas é verdade que muitas vezes se conseguem poupanças muito relevantes. Além disso, enquanto pesquisa e compara, muitas vezes pode até acabar por concluir que afinal nem precisa de fazer aquela compra.
  • Apoio especializado. Se acabarmos por perceber que as nossas finanças pessoais estão descontroladas, não devemos ter vergonha ou falta de coragem de admitir a ajuda de alguém especializado. Quanto mais rápido conseguirmos equilibrar as nossas finanças, mais rapidamente conseguiremos também voltar a ter as rédeas da nossa vida.

Como este ano nos provou, a única coisa que podemos ter como garantida na vida é a incerteza. Por isso mesmo, devemos estar sempre o mais preparados possível para o surgimento de acontecimentos que não controlamos, de forma a conseguir fazer-lhes frente da melhor forma. Mas, se é verdade que muitas coisas fogem ao nosso controlo, também é verdade que muitas outras podemos influenciar e gerir em nosso proveito. Vamos então controlar o que é possível, enfrentando a realidade e gerindo com atenção as nossas finanças Como dizemos nas formações da Your Money Watcher, lembre-se que “se não estiver a tomar conta do seu dinheiro, alguém o estará a fazer por si”.

Por:

Luís F. Lourenço

Managing Partner da Axelleworth Associates e Headmaster na Your Money Watcher(c)

[artigo publicado em https://linktoleaders.com no dia 04.01.2021]
1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados